CLIQUE NO BANNER E SEJA REDIRECIONADO PARA O SITE DA PREFEITURA

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

DEU MERDA: Galeria estoura e donos de bancas e consumidores são obrigados a conviver em meio a fezes e lama contaminada na feirinha da Cohab I, em Garanhuns

Esgoto oriundo de fezes corre a céu aberto na feira da Cohab I

Muito se tem questionado nos últimos anos em Garanhuns a existência ou não das feirinhas de bairro no município. É uma discussão complexa que envolve feirantes, consumidores, Governo Municipal, e o próprio Ministério Público. Este último, com seu programa Carne de Primeira, tem sido o mediador da questão e chegou-se a cogitar, inclusive, o fim das feiras de bairro centralizando tudo na nova Ceaga.  Se por um lado é preciso resguardar os direitos dos feirantes, por outro, a garantia à saúde da população não pode ser jamais negligenciada. Ora, se as feiras livres nos bairros, (sem a observação de medidas severas de higiene e fiscalização dos órgãos públicos) representam um risco à saúde do consumidor, o que dizer ou pensar quando esse espaço funciona em meio a uma galeria de esgoto estourada? É o que vem acontecendo na tradicional feirinha da Cohab I, na Rua Luiz da Silva Guerra. 
Frutas e verduras em meio a córrego de esgoto em feira da Cohab I

Com a galeria estourada, o esgoto, composto de fezes e urina, (de rato inclusive) escorre ao ar livre em meio a frutas, verduras feirantes e consumidores. O assunto já foi abordado por este veículo no mês de junho (RELEMBRE) e a Compesa esteve no local tentando resolver a malcheirosa questão, mas, três meses depois, o problema persiste representando um risco grande à saúde dos que frequentam o local. "A gente se sente mal porque aqui é um  lugar de alimentação. As coisas que vendemos é no meio da merda, a gente vive numa imundice. É uma vergonha", esbravejou um feirante em entrevista a repórter Iolanda Oliver, da Rádio Sete Colinas, veículo que sempre tem cobrado providências dos órgãos responsáveis. 
Feirante aponta local de esgoto estourado a menos
de um metro de sua barraca na feira da Cohab I

Ainda segundo o comerciante, o problema vem acontecendo há seis meses sem que nada ou quase nada seja feito. "Estou vindo de botas porque a água com merda corre nos nossos pés. Quando um menor ajuda na feira todo mundo bate em cima dizendo que é errado, mas isso aqui ninguém vê. Estou perdendo clientes, eles não suportam o fedor", disse

Já uma consumidora disse que chega a tapar o nariz quando vai à feira da Cohab I. Ela revelou que não pode fazer as compras em outro lugar porque está com um parente acamado e a feira da Cohab fica próximo. "Chego em casa doente inalando isso. Já tive diarreia, dor de cabeça. É um absurdo" desabafou.
Frutas e esgoto contaminado dividem o apertado espaço da feira da Cohab I

Em entrevista à Sete Colinas, o Gerente da Compesa, Igor Galindo, revelou que o problema pode estar ocorrendo por mal uso do sistema de esgoto da Cohab I. "A gente já identificou que existem tubulações de água da chuva ligado ao esgoto e isso não pode. O local também funciona feira e como tem muitos resíduos sólidos pode ser consequência disso. O que pode ser feito é reprogramar as manutenções preventivas e analisar se o problema decorre do mal uso do sistema pela população ou de algo  mais grave no próprio sistema. Mas pedimos a população que coopere", disse Galindo, sem revelar, no entanto, quando haverá solução para o caso.
Consumidores caminham em meio a mar de lama fétida na feira da Cohab I

PROBLEMA CHEGOU NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA
O problema dos moradores e feirantes da Cohab I, em Garanhuns, sensibilizou a deputada Priscila Krause. Em uma indicação à Mesa Diretora da ALEPE, a parlamentar apelou ao prefeito Izaías Régis e a própria Compesa, responsável pela resolução, para que tivessem urgência em resolver. "O problema está deixando os moradores desesperados além de ocasionar Mau cheiro e contaminação", escreveu Krause em seu apelo. Apesar de oficializada pela ALEPE tanto Compesa como Vigilância Sanitária demostraram um certo espanto com a volta do problema, como se não tivessem ainda tomado conhecimento da gravidade que aquilo se tornou.

 Apelamos tanto a Compesa quanto à vigilância para que encontrem uma solução urgente para a situação da Cohab. Como medida imediata para garantir que algo pior possa acontecer deve ser mudada a feira de lugar até o problema ser resolvido. NÃO SE PODE PREVARICAR QUANDO O ASSUNTO É A SAÚDE DO CIDADÃO.

LEIA TAMBÉM
Feira da Cohab I vai mudar de local se Compesa não der jeito em galeria estourada até próximo domingo, diz Prefeitura de Garanhuns

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...