segunda-feira, 6 de julho de 2015

Assassinatos em Garanhuns, Bom Conselho, Paranatama, Canhotinho e São João tornam final de semana, o mais violento do ano no Agreste Meridional

Corpos passaram horas no locais do crime à espera de liberação por parte da Polícia Civil. Demora foi ocasionada por fechamento da Delegacia Regional no final de semana. 

O Agreste Meridional, que tem Garanhuns como maior cidade, viveu o fim de semana mais violento do ano e, justamente quando a Delegacia Regional, que atende cerca de 20 municípios, fechou suas portas. É que os policiais civis da 18ª DESEC entregaram os plantões. Eles se recusam a continuar trabalhando em jornada extra, (PJES), abrindo mão de suas horas de descanso. Com a regional fechada, as ocorrências no final de semana deveriam ser encaminhadas à 88ª Desec, em Caruaru, que ficou responsável também pelo levantamento cadavérico dos corpos das mortes violentas ocorridas no Agreste Meridional. Antes da paralisação dos plantões a liberação era feita pela delegacia regional em Garanhuns.

A demora na liberação dos corpos revoltou  e trouxe bastante sofrimento aos familiares, que tiveram o desprazer de velar seus entes queridos  por horas debaixo de chuva. Os cadáveres ficaram expostos em sítios, vilas e ruas urbanas, proporcionando um mórbido, deprimente e desnecessário espetáculo público, flagrante inconteste da omissão do Governo. ENTENDA PORQUE A DELEGACIA FECHOU CLICANDO AQUI

A consequência dessa paralisação foi que quase uma dezena de corpos de pessoas vítimas de suicídio afogamento e homicídios estiveram, e alguns ainda estão, por horas ao relento a espera de uma liberação que, por lei, só pode ser feita pela Polícia Civil.

Em Canhotinho foi assassinado por volta de uma da manhã desta segunda (06/07), Fernando Pedro da Silva, 42 anos, solteiro. Ele residia na Rua Sete de Setembro. Fernando bebia em um bar, de nome Núbis, quando dois elementos desconhecidos se aproximaram e um deles atirou várias vezes contra a cabeça da vítima, que morreu no local. Segundo informações, quase 12 horas após o crime o corpo ainda encontra-se no local.

Em São João, cidade vizinha a Garanhuns, José Évio da Silva, 24 anos, e que residia em uma rua atrás do cemitério local, foi assassinado nesta madrugada. Ele dormia com a companheira quando dois homens encapuzados arrombaram a porta e, se dizendo da polícia, executaram a vítima. O corpo de José Hélio, tal como o da vítima de Canhotinho, também ainda encontra-se no local.


Paranatama registrou um homicídio e um suicídio neste domingo (05/07). O suicídio ocorreu no início da tarde no sítio Serra Pelada. José Estevão da Silva, 51 anos, pôs fim a sua própria vida se enforcando em uma árvore próxima de sua casa. Já Fábio Silva Meneses, 31 anos, residente na Rua Eucádio de Lima, Vila do Posto Alto da Serra, foi assassinado no mesmo local com tiros na cabeça efetuados por um elemento desconhecido que utilizou-se de uma moto para abordar e matar seu alvo. O crime ocorreu por volta das 21h40min deste domingo. Os dois corpos passaram várias horas no local a espera de liberação por parte da Polícia Civil. 

Ainda no domingo um adolescente morreu afogado em um riacho na zona rural de Calçado. No sábado (04/07) ocorreram homicídios em Bom Conselho (3) e Garanhuns (1) Para saber sobre estes homicídios, bem como o afogamento, acesse http://www.vecgaranhuns.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger