CLIQUE NO BANNER E SEJA REDIRECIONADO PARA O SITE DA PREFEITURA

sábado, 6 de maio de 2017

Golpe do falso congresso universitário lesa mais de cem estudantes da UPE e UFRPE em Garanhuns


Era pra ser um congresso com professores renomados nas áreas de Veterinária, Agronomia, Geografia, Pedagogia e Ciência da Computação, composto de palestras que ajudariam os universitários dos referidos cursos a aumentarem os conhecimentos sobre a profissão que logo irão abraçar. Mas o Conagreste, nome que os falsários deram evento fictício, era na verdade um golpe que lesou mais de uma centena de universitários da UPE e UFRPE em Garanhuns. 

Previsto para acontecer na AGA, de 08 a 12 de maio, o falso congresso também atraiu a atenção de estudantes de cidades circunvizinhas e de Caruaru. Através do instagram, os golpistas começaram anunciar - no início de março - a série de palestras que supostamente teriam a realização do Grupo Ser Educacional, dono de um conglomerado de conceituadas universidades brasileiras, entre elas a Maurício de Nassau.



Um site com as informações sobre o evento foi disponibilizado e a divulgação da falsa organização do Grupo Ser Educacional, aliada a qualidade dos palestrantes, levaram dezenas de estudantes a fazerem a inscrição, que variou entre 30 e 60 reais. Entretanto, na última terça-feira, 02 de maio, seis dias antes da data prevista para a realização do congresso, os supostos organizadores excluíram a conta do instagram pela qual mantinham contato com os universitários e desapareceram. Desconfiados, os estudantes procuraram os proprietários da AGA, que disseram não ter sido feito nenhum contato para agendamento do espaço para uso em um congresso.  "A gente perguntava sobre as palestras através dessa conta do instagram, mas eles não davam muitas respostas. Agimos por impulso porque eles divulgaram a presença de grandes profissionais como palestrantes e usaram a imagem deles para nos enganar" disse a aluna de Medicina Veterinária Natali Lopes, uma das vítimas.


Logo após a descoberta do golpe, os alunos que tiveram prejuízo criaram um grupo no WhatsApp. Eles encaminharão um e-mail ao Grupo Ser Educacional para alertar sobre o uso indevido do nome da empresa e também pretendem prestar queixa na Polícia Civil, além de irem ao Ministério Público. "É muito triste e revoltante saber que fomos enganados, ainda mais quando tiramos dinheiro do nosso bolso para fazer um investimento que seria usado para o nosso conhecimento. Nomes de empresas e pessoas conhecidas foram usadas nesse golpe. O site promovendo o evento era bem feito, por isso não desconfiamos logo. Infelizmente fomos vítimas de um golpe e vamos procurar nossos direitos. Esperamos que encontrem esses golpistas para que mais pessoas não sejam lesadas", desabafou a universitária Natali Lopes em conversa com o V&C.

FALSA PROGRAMAÇÃO DIVULGADA PELOS GOLPISTAS



LEIA TAMBÉM


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...