CLIQUE NO BANNER E CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO NATAL DE GARANHUNS

Mande seu currículo

Mande seu currículo
SELEÇÃO EM GARANHUNS E REGIÃO. MANDE SEU CURRÍCULO

sexta-feira, 30 de junho de 2017

COMPANHEIRO CONFESSOU O CRIME: Parentes de mulher que foi morta e enterrada em cova rasa no quintal de residência em Garanhuns são localizados e processo de identificação deve ser agilizado; CONFIRA IMAGEM DA VÍTIMA


Ainda repercute em todo o Agreste Meridional a descoberta de uma ossada pertencente a uma mulher que foi encontrada enterrada no quintal de uma residência da Rua Batalha do Tuiti, em Garanhuns. Os restos mortais só foram localizados porque o próprio assassino procurou espontaneamente à polícia na noite desta quinta, 29 de junho, e apontou o local onde enterrou o corpo. 

Com a comprovação da veracidade das informações passadas pelo acusado, identificado como sendo José Fábio de Almeida, 27 anos, policiais da 22ª Delegacia de Homicídios  priorizam agora agilizar a identificação da vítima. O que se já se sabe é que, tal como revelou o homicida, o nome da mulher é Maria Simone Amorim da Silva, que teria  idade atual de 32 anos. Familiares da mulher já foram encontrados em Angelim (pai), Magano (prima) e Distrito de São Pedro e devem ajudar no processo de identificação. Com a localização dos parentes, o corpo deve seguir para o Recife para ser oficialmente identificado e reconhecido por alguém da família.  


PUBLICIDADE
A loja virtual da Vitro Joias
Rua Dom José, Centro, Garanhuns

Outra prioridade da Delegacia de Homicídios é localizar e prender o co-autor do feminicídio. Em seu depoimento na Delegacia Regional na noite de ontem, José Fábio apontou um homem de nome Márcio, mais conhecido como Cabeludo ou Negão, como tendo participado da execução e ocultação do cadáver de Maria Simone. Diligências foram feitas durante toda a manhã desta sexta-feira, 30 de junho, mas o suspeito ainda encontra-se foragido;



ENTENDA O CASO
Um homem se dirigiu espontaneamente até 18ª DESEC (Delegacia Regional) na noite desta quinta-feira, 29 de junho, para confessar um crime brutal. José Fábio de Almeida, 27 anos, afirmou à Polícia Civil que matou uma mulher com golpes de joelho e enterrou o corpo no quintal de sua casa, situada na rua  Batalha do Tuiti, no bairro de Heliópolis, em Garanhuns. Ele ainda revelou que contou com a ajuda de um comparsa a quem chamou de irmão para cometer o homicídio. 
José Fábio

Na confissão, José Fábio disse que matou a vítima há cerca de um ano e meio, que o nome da mulher era Maria Simone Amorim da Silva, que ela tinha cerca de 30 anos na época da morte e que possivelmente residiu em São Pedro. Após ouvir o depoente, a Polícia Civil foi ao local junto com ele e comprovou a veracidade das informações. No quintal da residência de José Fábio foi desenterrado os restos mortais, possivelmente de uma mulher, a julgar pelas vestes e pelos cabelos. Em seu depoimento, José Fábio também afirmou que manteve um relacionamento com a vítima durante seis meses, mas resolveu matá-la após ela o ameaçar com um revólver.  

Os restos mortais devem ser encaminhados para o IML onde passará por processo de identificação. José Fábio permanece detido na Regional e deve ser encaminhado na manhã desta sexta-feira, 30 de junho para a audiência de custódia.  A Polícia Civil encontra-se em diligências para prender o amigo do acusado, cúmplice do assassinato.
Casa onde foi encontrada a ossada
As informações prestadas pelo suposto homicida sobre a mulher que ele afirma ter matado estão sendo checadas no banco de dados da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco.  O objetivo é comprovar se ele falou a verdade no que se refere a identidade  da vítima.
Restos mortais encontrados em Garanhuns são de mulher



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...