quinta-feira, 9 de julho de 2015

Servidores do INSS em Pernambuco vão entrar em greve a partir desta 6ª feira (10/07)


Os servidores ligados ao Sindicato dos Trabalhadores Públicos Federais em Saúde e Previdência Social no Estado de Pernambuco (Sindsprev-PE), que atuam nas agências do INSS no estado, vão entrar em greve na próxima sexta-feira (10). A decisão foi tomada em assembleia realizada esta semana. Até lá, os postos da Previdência estão funcionando em esquema de operação-padrão, recebendo apenas os atendimentos agendados.

A categoria reivindica um índice de reajuste salarial linear de 27,3% já para o próximo ano. Eles explicam que a inflação deste ano já chega a 8,5% e a correção de 2016 seria apenas 5,5%. Além disso, eles dizem que já estão com uma perda salarial de 27,3%. Segundo o Sindsprev, o Ministério do Planejamento propôs um reajuste de 21,3%, dividido em quatro anos: 5,5% em 2016; 5% em 2017; 4,75% em 2018 e 4,5% em 2019.

De acordo com o Sindsprev-PE, são 1,6 mil servidores em todo o estado, e quase 550 agências. A expectativa é que todas sejam afetadas pela greve. A média de atendimentos diários varia de acordo com o tamanho da cidade e das agências, indo de 50 a 200, por unidade. A maior parte dos atendimentos é na Região Metropolitana do Recife, onde são atendidas cerca de 180 pessoas por dia, em cada agência.

As outras demandas da categoria são:
- Incorporação das gratificações ao salário: hoje, segundo o Sindsprev, cerca de 70% do salário dos servidores é de gratificação. No entanto, 50% dessa gratificação é perdida na aposentadoria. Por isso, muitos servidores com idade para se aposentar continuam trabalhando.

- Concursos públicos: para o Sindicato, o efetivo atual não é o ideal e o déficit seria de aproximadamente 10 mil servidores em todo o Brasil. Se os servidores com idade para se aposentar parassem de trabalhar, esse número subiria para 15 mil. Em Pernambuco, o déficit seria de aproximadamente mil servidores;

- Reestruturação das carreiras, com implantação de plano de cargos e salários; melhores condições de trabalho com melhoria na estrutura das agências.

O Sindspreve-PE também se queixa do modelo produtivista de concessão de gratificações por cumprimento de metas. De acordo com a entidade de classe, as metas são iguais para todos, e por isso, injustas, porque não consideram a idade ou das condições de saúde dos servidores.

O Ministério do Planejamento informou que, em reunião realizada na terça (07), em Brasília, com representantes das entidades dos servidores do Poder Executivo, a proposta de reajuste escalonado em quatro anos foi recusada. "As negociações irão continuar e uma nova reunião deverá ocorrer até o final deste mês. Segundo o secretário de Relações de Trabalho (SRT) do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP), Sérgio Mendonça, o governo poderá discutir a concessão de benefícios aos servidores e também a institucionalização das negociações coletivas no serviço público (Convenção 151 da Organização Internacional do Trabalho)", diz nota publicada no site da pasta.

G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger