CLIQUE NO BANNER E SEJA REDIRECIONADO PARA O SITE DA PREFEITURA

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Chuva que já dura mais de 24 horas agrava erosão e volta a trazer risco a moradores da Rua Miguel Arraes, em Garanhuns



Este ano a chuva, para os garanhuenses, estava sendo aguardada com ansiedade. Ela é muito bem vinda sobretudo porque o município vive uma das mais severas estiagens de sua história. A espera parece ter acabado. Chove forte em Garanhuns há  mais de 24 horas, mas, para alguns moradores da Rua Miguel Arraes, a chuva, ao invés de trazer alegria e regozijo, trouxe medo e preocupação. Não a chuva em si, mas os efeitos dela. É que há pelo menos sete anos um grande buraco (voçoroca) provocado pela erosão ameaça tragar algumas casas na referida localidade. A situação adquire ares de dramaticidade quando chove forte, como tem ocorrido desde a madrugada de quarta-feira, 24 de maio. 

Uma obra para a contenção do buraco foi iniciada pela Prefeitura de Garanhuns, mas foi embargada pelo Ministério Público por pendências ambientais sob a alegação de que, no futuro, poderia vir  a ser prejudicial à nascente do Rio Mundaú. Sem essa benfeitoria importantíssima, o risco para moradores que moram próximo a área afetada pela grande erosão é permanente. "Passamos a noite sem dormir, angustiados e com medo. Se para uns a chuva é uma bênção, para nós é motivo de preocupação", disse um morador. Ele também revelou que a rua de acesso à sua residência está intrafegável por ocasião das chuvas.  "Estamos preocupados. A Prefeitura nunca veio aqui depois que a obra foi paralisada. A gente pensava que os trabalhos iam continuar porque isso implica necessariamente em nossa segurança, mas até agora nada", revelou o morador. 

A Defesa Civil do Município foi acionada e agendou para hoje, 25 de maio, uma  visita à Rua Miguel Arraes afim de fazer uma avaliação da situação.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...