segunda-feira, 30 de maio de 2016

ENTRE CAETÉS, VENTUROSA, PEDRA E CAPOEIRAS: Governador aciona maior complexo eólico de Pernambuco


Em comemoração a I Semana de Energia de Pernambuco, após regulamentação da Lei, em 2015, e ao Dia Mundial da Energia (29), o governador Paulo Câmara acionou, remotamente, diretamente do Palácio do Campo das Princesas, em Recife, um dos 126 aerogeradores do complexo Ventos de São Clemente, localizado na região do Agreste pernambucano, nesta segunda-feira, dia 30 de maio. Com capacidade instalada de 216 MW, este é, atualmente, o maior complexo eólico em funcionamento no Estado.

“O parque dos Ventos de Santa Brígida, inaugurado ano passado, e o parque de São Clemente, que hoje inicia suas atividades, são responsáveis, juntos, por 15% da energia gerada em nosso Estado. São 550 mil família beneficiadas, número muito expressivo, que dialoga com o desenvolvimento que queremos para o estado de Pernambuco, o desenvolvimento sustentável, com uma energia limpa e, em sua totalidade, sendo produzida no Estado, no complexo industrial de Suape”, comemora o chefe do Executivo estadual, lembrando que estamos vivendo um ciclo que começou lá traz, quando as primeiras fábricas de energia eólica chegaram a Pernambuco, e hoje é possível ver a produção não apenas das torres, mas a geração de energia dentro do Estado.

A Casa dos Ventos, uma das pioneiras e maiores investidoras no desenvolvimento de projetos eólicos no Brasil, comemora a entrega antecipada em sete meses do complexo. Oficialmente, o parque São Clemente deveria entrar em operação somente em janeiro de 2017. O Diretor Executivo da empresa, Clécio Eloy, atribuiu o apoio estadual, desde a regularização fundiária das áreas envolvidas até a adesão da comunidade ao projeto e orientações dos órgãos relacionados ao meio ambiente a fazer o projeto com menor impacto possível, como fatores preponderantes para a antecipação das operações.

 “Conseguimos, aqui em Pernambuco, as condições ideais para que fizéssemos nossos maiores investimentos. A Casa dos Ventos atua em todos os estados do Nordeste, mas temos aqui, nosso maior destino de investimentos”. O complexo entregue é formado por oito parques eólicos, distribuídos entre os municípios de Caetés, Venturosa, Pedra e Capoeiras, a cerca de 250 km de Recife. No total, há 126 aerogeradores instalados.

 Ventos de São Clemente é o segundo complexo eólico inaugurado pela Casa dos Ventos em Pernambuco. O primeiro foi Ventos de Santa Brígida, localizado na região de Caetés, inaugurado no ano passado. Além deste, a companhia está investindo em outro complexo situado em terras pernambucanas, Ventos de Santo Estevão (142MW), localizado na Chapada do Araripe, que faz divisa com Piauí, e tem operação prevista para iniciar em maio de 2017

Em comemoração a I Semana de Energia de Pernambuco, após regulamentação da Lei, em 2015, e ao Dia Mundial da Energia (29), o governador Paulo Câmara acionou, remotamente, diretamente do Palácio do Campo das Princesas, em Recife, um dos 126 aerogeradores do complexo Ventos de São Clemente, localizado na região do Agreste pernambucano, nesta segunda-feira, dia 30 de maio. Com capacidade instalada de 216 MW, este é, atualmente, o maior complexo eólico em funcionamento no Estado.

“O parque dos Ventos de Santa Brígida, inaugurado ano passado, e o parque de São Clemente, que hoje inicia suas atividades, são responsáveis, juntos, por 15% da energia gerada em nosso Estado. São 550 mil família beneficiadas, número muito expressivo, que dialoga com o desenvolvimento que queremos para o estado de Pernambuco, o desenvolvimento sustentável, com uma energia limpa e, em sua totalidade, sendo produzida no Estado, no complexo industrial de Suape”, comemora o chefe do Executivo estadual, lembrando que estamos vivendo um ciclo que começou lá traz, quando as primeiras fábricas de energia eólica chegaram a Pernambuco, e hoje é possível ver a produção não apenas das torres, mas a geração de energia dentro do Estado.

A Casa dos Ventos, uma das pioneiras e maiores investidoras no desenvolvimento de projetos eólicos no Brasil, comemora a entrega antecipada em sete meses do complexo. Oficialmente, o parque São Clemente deveria entrar em operação somente em janeiro de 2017. O Diretor Executivo da empresa, Clécio Eloy, atribuiu o apoio estadual, desde a regularização fundiária das áreas envolvidas até a adesão da comunidade ao projeto e orientações dos órgãos relacionados ao meio ambiente a fazer o projeto com menor impacto possível, como fatores preponderantes para a antecipação das operações.

 “Conseguimos, aqui em Pernambuco, as condições ideais para que fizéssemos nossos maiores investimentos. A Casa dos Ventos atua em todos os estados do Nordeste, mas temos aqui, nosso maior destino de investimentos”. O complexo entregue é formado por oito parques eólicos, distribuídos entre os municípios de Caetés, Venturosa, Pedra e Capoeiras, a cerca de 250 km de Recife. No total, há 126 aerogeradores instalados.

 Ventos de São Clemente é o segundo complexo eólico inaugurado pela Casa dos Ventos em Pernambuco. O primeiro foi Ventos de Santa Brígida, localizado na região de Caetés, inaugurado no ano passado. Além deste, a companhia está investindo em outro complexo situado em terras pernambucanas, Ventos de Santo Estevão (142MW), localizado na Chapada do Araripe, que faz divisa com Piauí, e tem operação prevista para iniciar em maio de 2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger