quarta-feira, 17 de junho de 2015

Pai denuncia falta de insulina na unidade da Farmácia do Estado em Garanhuns para tratamento da diabetes do filho


Um pai vive um drama há algum tempo com a falta de insulina lantus glargina e humalog (lispro) na unidade da Farmácia do Estado aqui em Garanhuns. O filho dele, que tem 4 anos, é portador de diabetes tipo 1 e necessita desse medicamento diariamente para sobreviver, entretanto, há quase três meses o produto está em falta na unidade local da Farmácia do Estado, o que o obriga a comprar. O problema é que o remédio tem um alto custo, . "As constantes faltas da insulina, que deveria ser fornecida pelo Estado sem interrupções, me obriga a gastar uma quantia considerável por mês para manter meu filho vivo. Eu vou à farmácia e eles dizem que não há previsão para recompletamento do estoque. Como é que o Governo do Estado de Pernambuco deixa uma medicação de alta importância como esta faltar em suas farmácias?" desabafou Kássio Laurentino em e-mail enviado ao V&C. 

Uma fonte ligada a um funcionário da Farmácia do Estado em Garanhuns revelou que a situação nunca esteve tão complicada em termos de fornecimento de medicação excepcional, faltando inclusive para aqueles pacientes que ganharam ação na Justiça. Entretanto, a fonte admite que o problema não é só aqui, mas em todas as unidades de Pernambuco, 30 ao todo. 

Ainda segundo o funcionário, a situação só deve se regularizar em julho ou agosto. Fizemos um contato com o gerente da unidade local em Garanhuns que nos informou não estar autorizado a prestar informações sobre a falta de medicamentos na farmácia, e que isso só poderia ser feito pela Secretaria Estadual de Saúde, no Recife. Até o fechamento desta matéria, não havíamos conseguido contato com o órgão para que este preste esclarecimentos sobre o caso, porém, nos fica a impressão que o problema diz respeito a entraves na licitação de compra de medicamentos. Enquanto o Governo do Estado é leniente na resolução da questão, o pequeno Gabriel, que depende do fornecimento para permanecer vivo, sofre  com o descaso do poder público.  


Reclamação enviada por Kassio Laurentino Almeida de Lima, pai de Gabriel laurentino da silva.

Em nota, a secretaria de Saúde de Pernambuco, prestou os seguintes esclarecimentos: "Em relação ao medicamento glargina, a Farmácia de Pernambuco finalizou recentemente uma nova compra da insulina (nome comercial Lantus), que deve chegar na próxima semana. No total, foram adquiridos 10.206 unidades (solução injetável) do remédio. Sobre a insulina lispro, a Farmácia informa que possui o medicamento em estoque para cerca de 3 meses".





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger