quinta-feira, 18 de junho de 2015

GARANHUNS:Desaparecimento de Patrícia completa um mês e polícia procura ex-marido, principal suspeito

Patrícia e José Cláudio - foto: arquivo pessoal
O desaparecimento de Patrícia da Silva, de 31 anos, completa um mês nesta quinta-feira. Dia 18 de maio, a moça saiu da casa de sua mãe na Cohab II, em Garanhuns, para dormir com  uma idosa a qual chama de avó, mas não chegou ao seu destino, e não foi mais vista desde então.  O caso mobilizou a Delegacia da Mulher em Garanhuns, que assumiu a responsabilidade pelas investigações.

Para a Polícia, o ex-marido de Patrícia, José Cláudio Marques de Siqueira, 35 anos, pode estar envolvido no sumiço da jovem haja vista ele também estar desaparecido há 30 dias. O homem, que é caminhoneiro, carregou o veículo em Garanhuns, viajou para local não informado e também não foi mais visto. 

Em entrevista ao Jornal do Commercio, Djanyra Wanderley, 50 anos, mãe de Patrícia, afirmou que a  filha saia todos os dias às 18h e seguia o mesmo caminho. No entanto, no dia 18 ela saiu mais cedo e tomou um caminho diferente. "Acreditamos que o José Claudio tenha marcado um encontro com ela para comprar um celular para o filho deles, por isso ela saiu mais cedo", explicou a mãe ao jornal da capital.

Na época em que viviam juntos, o relacionamento do casal era conturbado, com histórico de algumas agressões por parte de José Cláudio, que foi preso em janeiro justamente por prática de violência doméstica contra Patrícia. Familiares contaram que, certa vez, José Cláudio teria dopado a ex-mulher e a mantido em cárcere privado por um pequeno intervalo de tempo. "Patrícia foi amarrada, mas teria conseguido se desvencilhar, fugindo em seguida", contou um parente ao V&C. Há também relatos de que o suspeito queimou as roupas da ex-mulher em certa ocasião, obrigando inclusive o filho de 10 anos a ajudá-lo. Diante de tanto descontrole emocional, Patrícia chegou a solicitar uma medida protetiva para manter o ex-marido afastado, mas retirou o pedido posteriormente. 


Ainda de acordo com informações, um advogado compareceu à Delegacia da Mulher esta semana solicitando cópia dos autos. Ele afirma que foi procurado pelo pai de José Cláudio para que tomasse ciência de como estão as investigações. Não se sabe, portanto, se isso seria um indicativo de que José Cláudio tem a intenção de se apresentar e prestar esclarecimentos.  Um dos telefones do suspeito também está sendo rastreado e as degravações estão sendo processadas no Recife. É possível que, após este material ser analisado, a polícia tenha melhores subsídios para chegar a José Cláudio e consequentemente à Patrícia, caso seja realmente comprovado seu envolvimento no sumiço da ex-companheira. Desta forma, o mistério pode ser elucidado, pondo fim à angústia de amigos e familiares de Patrícia que rezam pela sua volta sã e salva para o convívio de todos. 

O telefone da Delegacia da Mulher em Garanhuns é o 3761 85 09 ou 3761 8510. Os telefones dos parentes de Patrícia, pelos quais também é possível passar alguma notícia sobre sua localização, são os que estão na foto acima, além dos números (87)8127-5078; (87)8109-2622; (87)9948-4683; (87)8131-7729; (87)8134-8268; (87)9190-5732; (82)9809-3458; (87)9822-6992;

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger