quinta-feira, 25 de agosto de 2016

ALEGARAM QUE ELA ESTAVA USANDO VESTIDO CURTO: Professora é impedida de entrar na Câmara Municipal de Garanhuns

Socorro e a roupa que estava usando no dia do episódio
(Aviso ao lado informa sobre a proibição)

Uma professora foi barrada na entrada da Câmara Municipal de Garanhuns na manhã da última segunda-feira, 22 de agosto. O motivo alegado pela recepcionista era que ela estaria usando um vestido com barra acima do joelho. Socorro Badega, de 53 anos, tinha ido à Casa Raimundo de Moraes para participar de um evento alusivo à Semana da Pessoa com Deficiência, mas foi informada pela recepcionista que não poderia entrar no recinto. "Uma moça chamada Alcione, que era a recepcionista, me abordou e disse que eu não poderia entrar por estar com o vestido acima do joelho, o que me deixou indignada porque, apesar de o vestido estar um pouco acima do joelho, não era um traje indecente, nem tampouco descomposto", disse a professora em conversa com o V&C. Socorro, que reside no bairro São José, procurou a 2ª Delegacia de Polícia Civil após o episódio para registrar um BO, mas não chegou a finalizar o procedimento. Ainda segundo ela,  o policial que a atendeu comentou que não achou o vestido descomposto para a ocasião. "Me senti muito constrangida. Procurei meu advogado e vou entrar com um processo na Justiça. Minha roupa não é indecente. Indecente é a política deste país," desabafou socorro. Ela ainda revelou que uma jovem que estava com uma roupa mais curta que a sua chegou a entrar na sede do legislativo garanhuense minutos após a barrarem.  Socorro Badega é professora da Rede Estadual de Ensino e atua no CREE (Centro de Reabilitação e Educação Especial Lions Clube).

CÂMARA DISSE QUE  CUMPRE NORMA

O blog V&C entrou em contato com a assessoria da Presidência da Câmara Municipal de Garanhuns que revelou haver legislação federal, estadual e municipal proibindo a entrada em casas legislativas de pessoas trajando saias, shortes e vestidos curtos. "Tomamos conhecimento deste caso e informamos ao presidente. Realmente não é permitida a entrada com os referidos trajes, inclusive a vereadora Carla de Zé de Vilaço trabalha diariamente na Casa Raimundo de Moraes e também cumpre a norma sem questionamentos. A regra é para todos," observou Marquinhos, assessor do presidente Gersinho Filho.

Um comentário:

  1. Mas nesse mesmo evento havia alguém com saia mais curta que essa... ou tanto quanto. Talvez pelo fato da outra ser jovem e não ser professora...
    Pesos e medidas diferenciados.

    ResponderExcluir

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger