segunda-feira, 4 de julho de 2016

EX-BISPO DE GARANHUNS: Milhares de fiéis e mais de 50 bispos disseram adeus a dom Irineu, em Santa Catarina


O bispo da Diocese de Joinville bispo de Garanhuns de 1998 a 2007, dom Irineu Roque Scherer, de 65 anos, foi sepultado neste domingo à tarde na cripta da Catedral de Joinville. No sábado pela manhã, ele foi encontrado morto em sua morada, na rua Florianópolis, zona Sul da cidade. A causa da morte foi um infarto fulminante. Na missa solene de corpo presente, uma multidão de fieis lotou as dependências da Catedral São Francisco Xavier, no Centro de Joinville.

Um dos momentos mais marcantes que antecedeu a missa solene de despedida a dom Irineu foi a leitura de partes de seu “testamento espiritual”. No texto, com mais de 40 páginas, além de lembrar várias pessoas que passaram pelo seu ministério, ele também faz uma análise de sua fé, de seu comportamento e resume toda sua biografia, da relação com amigos de infância à vida de oração diante das dificuldades do episcopado. A leitura foi feita pelo assessor de comunicação da diocese, padre Ivanor Macieski, e foi muito aplaudida.

Em clima respeitoso, o caixão de dom Irineu foi acompanhado por uma salva de palmas no trajeto até a cripta do templo, onde jazem Dom Pio de Freitas, primeiro bispo de Joinville, Monsenhor Sebastião Scarzello, Dom Gregório Warmeling e os restos mortais de vários padres, sendo sepultado em seguida.

O bispo foi encontrado morto no final da manhã de sábado em sua casa, ao lado do Seminário Divino Espírito Santo, na zona Sul de Joinville. Ele sofreu um infarto agudo no miocárdio. No começo da manhã de sábado, funcionários da Mitra Diocesana estranharam que o bispo, acostumado a acordar cedo para trabalhar, não havia saído de casa, não atendida a telefonemas nem respondia mensagens. Um chaveiro foi chamado para ajudar a abrir a casa e o corpo foi encontrado já sem vida. 

O velório começou ainda na noite de sábado, na Catedral. Durante o domingo, três missas de corpo presente foram realizadas, com centenas de fiéis lotando os bancos e as galerias. Em fila, um cordão humano foi formado até o estacionamento da Catedral. Em grupos, integrantes de várias igrejas e comunidades da região fizeram orações e se emocionaram diante do corpo do bispo. 

O arcebispo de São Paulo e primo de dom Irineu, dom Odilo Scherer, rezou a missa solene. Logo ao chegar na Catedral, dom Odilo rezou diante do caixão e foi cumprimentado por outros familiares e religiosos. Depois, ao se afastar do corpo mas ainda no altar, lembrou de infância junto com dom Irineu no interior do Paraná.

Dom Irineu foi bispo de Garanhuns entre 1998 e 2007, ano que foi nomeado pelo papa Bento XVI para a Diocese de Joinville.

Com informações do jornal Zero Hora

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger