quinta-feira, 21 de abril de 2016

Prefeitura de Saloá não reajusta piso salarial dos professores há 3 anos, denuncia vereador


O município de Saloá, ainda não reajustou os salários dos profissionais do magistério neste ano de 2016. Também não reajustou o piso salarial nos anos de 2015 e 2014. Inclusive em 2014 depois de várias tentativas frustadas teve que amargar a 1º greve dos profissionais nos mais de 50 anos de emancipação do município. A denúncia foi divulgada pelo vereador Wellington Freitas em nota enviada à imprensa. Segundo o parlamentar, o Governo Municipal de Saloá saiu da peleja com os professores totalmente desmantelado e para não dar o braço a torcer recorreu ao TJ-PE, conseguindo uma liminar barrando o pagamento que era devido, já que os profissionais conseguiram vencer na Justiça Saloaense e no Ministério Público.

"Em 2015, a prefeitura inventou uma conta mirabolante e os efetivos novamente não receberem o que lhes era (é) devido por direito, somente os contratados foram contemplados. A política educacional praticada no município de Saloá nos anos de 2013 até 2015, foi tão desastrosa, que culminou com a queda da então Secretária de Educação, que como era de se esperar levou toda a culpa do fracasso", diz a nota enviada pelo vereador.

Ainda de acordo com ele, para 2016, o município de Saloá tratou de por ordem na casa, por conta do ano eleitoral.  "O prefeito chamou um saloaense para assumir a Secretaria de Educação (afinal a ex-secretária não tinha mais dialogo com a classe), e com isso muitas criticas foram abafadas, já que o rapaz estava chegando e não tinha culpa pelo passado. O Secretário de Educação é novo. Mas os atos da administração são os mesmos. Estamos no final do mês de Abril, e até agora nenhum projeto do reajuste dos professores foi mandado para a Câmara de Vereadores analisar. O fato é que a dívida do município de Saloá para com os professores municipais e inativos é de 36,32%. Isso no triênio 2014, 2015 e neste ano de 2016", segue pontuando Freitas em sua nota.

Wellington tambem argumentou que novas reuniões estão sendo convocadas pelos  professores de Saloá e a expectativa é que a prefeitura  reponha as perdas salariais dos educadores.  "O pleito é justo, por isso espero que a prefeitura pague o que deve. Do contrário, a próxima administração, que assumirá no dia 01 de janeiro de 2017, irá herdar uma tremenda dívida com os profissionais do magistério", frisou

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger