segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Locomotiva vai regressar a Garanhuns 44 anos após desativação de linha de trem no município

Flagrante de dois vagões ao lado da antiga estação de trem de Garanhuns, mas sem a locomotiva
 
A antiga Maria Fumaça, que conduzia o trem que fazia o percurso entre Garanhuns e várias cidades do interior, até chegar à capital, vai retornar a Suíça Pernambucana e ser instalada como atração turística nas proximidades do Centro Cultural. A informação são  dos competentes blogueiros Roberto Almeida e Carlos Eugênio

Segundo o jornalista, a vinda da locomotiva em definitivo para Garanhuns foi confirmada  pelo prefeito Izaías Régis (PTB). A locomotiva se encontra atualmente em Alagoas, na região  de São José da Laje, mas já está liberada para nosso município.

"Possivelmente quando estiver instalada ao lado da antiga estação de trem a máquina fará um pequeno percurso para lembrar as antigas viagens de trem, proporcionando aos garanhuenses e os turistas um gostinho todo especial," diz trecho da matéria assinada por Roberto Almeida.


Imagem ilustrativa


 A HISTÓRIA DA ESTRADA DE FERRO QUE MUDOU GARANHUNS
A construção do prolongamento da ferrovia de Recife marcou o início das atividades da Estação Ferroviária de Garanhuns. O volume de terras removido foi um dos maiores já visto no Império em obras daquele porte.

O trecho ficou pronto em 1887. A primeira viagem aconteceu em 28 de setembro do mesmo ano. O trem partiu de Palmares às 6 horas da manha trazendo autoridades da província e chegou a Garanhuns às 11h30min, sendo recebido com efusivos fogos e banda de música. A construção da estrada colocou Garanhuns definitivamente nos trilhos do desenvolvimento. Muitas pessoas vinham desfrutar do clima e das águas com os quais a natureza dotou a região. Uma viagem ao Recife era feita em seis dias no lombo de cavalos e mulas. Com o trem, podia ser feita em apenas 6 horas. Foi uma verdadeira revolução. A arte também veio nos trilhos da nova estrada. Circos, conjuntos musicais e artistas desembarcavam periodicamente em Garanhuns para entreter a população. As construções urbanas também foram se modernizando. 

A primeira construção moderna da cidade foi a residência do Dr.Eronildes, engenheiro da estrada de ferro. Hoje, este prédio abriga o Palácio Episcopal. A agricultura também foi impulsionada pela facilidade de escoamento nos vagões. É impossível prever o que teria acontecido com o futuro econômico e urbano de Garanhuns sem a estrada de ferro, mas imaginemos um trem e uma mula disputando uma corrida até Recife. Em 1887 a cidade desceu do lombo da mula e pegou carona na locomotiva do desenvolvimento. O ramal férreo foi desativado em 06/11/1971.

Do V&C: bela iniciativa do Governo Municipal de Garanhuns: o resgate da história de um povo não tem preço e é inegável que, sem essa ferrovia,  o desenvolvimento de Garanhuns teria parado no tempo. Acertada decisão


Para acessar os blogs de Roberto Almeida e Carlos Eugênio clique nos links abaixo

http://www.blogdocarloseugenio.com.br/

http://robertoalmeidacsc.blogspot.com.br/




Um comentário:

  1. ATENÇAO!!!! GERENCIA REGIONAL DE EDUCAÇAO, GRE AGRESTE MERIDIONAL TEM UMA NOVA GESTORA!!! SAIO PAULO LINS E ENTROU ADELMA!!! MERECE REGISTRO!!!

    ResponderExcluir

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger