quinta-feira, 20 de agosto de 2015

I Conferência Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres em Garanhuns foi marcada por sucesso e muita produtividade, mas teve polêmica envolvendo organização e vereadoras do município; CONFIRA



A I Conferência Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres realizada anteontem (18/08), em Garanhuns, foi coroada de sucesso e muita produtividade em prol das mulheres, mas também teve um certo desconforto e mal-estar envolvendo a organização do fórum e as três vereadoras de Garanhuns. Tudo por conta de um voto de moção deferido pelos três grupos temáticos contra Carla de Zé de Vilaço, Nelma Diretora e Luzia da Saúde pela não participação ativa delas nas discussões e elaboração de propostas públicas tratadas na conferência.  A conferência foi promovida pelo Governo Municipal, por meio da Secretaria da Mulher, aconteceu no Chalé Recepções II e teve como tema principal “Protagonismo das Mulheres nas Políticas Públicas: Nenhum Passo Atrás”.

Eliane Villar, secretária municipal da Mulher, disse em entrevista a Ana Paula Freitas, colaboradora do V&C, que o convite para o evento foi feito às vereadoras, mas a participação efetiva das três parlamentares foi aquém do esperado. "A vereadora Luzia veio. Por sinal quero deixar bem claro que ela foi quem fez o primeiro projeto para a criação da Secretaria Municipal da Mulher de Garanhuns. Ela estava com as comissões, mas não pôde ficar. Inclusive quando seu nome foi citado ela não se encontrava mais no local. Já as outras duas vereadoras, Nelma e Carla, não vieram na parte da manhã e não mandaram nenhuma justificativa; por isso a plenária deliberou, ainda na parte da manhã, pelo voto de moção contra as nossas únicas três representantes na Câmara Municipal, por entender que era muito importante a participação delas em todas as atividades da conferência. Posteriormente, após o encerramento dos debates e depois dos eixos já terem terminado, Carla e Nelma compareceram ao evento e se justificaram e o mal estar foi resolvido na plenária final", afirmou Eliane.

Também em entrevista ao V&C, a vereadora Nelma justificou o motivo de uma não participação mais ativa na conferência. De acordo com ela, houve um entendimento entre as três parlamentares para a participação no evento, da seguinte forma. A vereadora Luzia da Saúde viria pela manhã, o que de fato aconteceu, e ela e Carla se fariam presentes à tarde. Ainda segundo a parlamentar, as atividades legislativas na Casa Raimundo de Moraes impossibilitou uma atuação mais efetiva das três na I Conferência Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres. "Chegamos na hora de iniciar o debate. Não chegamos depois. Nós apenas nos dividimos. O que foi discutido aqui, nós vamos levar para a Câmara Municipal e com certeza vai gerar muitos requerimentos nossos em prol da melhoria das políticas públicas para as mulheres e quem sabe até leis. Volto a repetir. Discordo plenamente desse voto de repúdio. Estivemos presentes. Inclusive Luzia é que teria motivo para se chatear já que esteve na parte da manhã aqui e nem sequer foi citada. Ela deveria ter sido citada e ter feito parte da mesa". Disse Nelma.


Tirando esse desconforto e mal estar, que foi superado no final dos trabalhos com a presença e a justificativa das vereadoras, a  I Conferência Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres em  Garanhuns foi coroada de êxito e muita produtividade. O evento contou com a participação da secretária da Mulher de Pernambuco, Silvia Cordeiro, da secretária da Mulher do Recife, Elizabeth Godinho e da a gerente-geral de Relações Intersetoriais da Secretaria da Mulher do Recife, Elizabeth Severien. Estas duas últimas ministraram palestra com o tema “O Protagonismo das Mulheres nas Políticas Públicas: Avanços e Desafios”

 “Esse momento não é somente uma reunião, mas um momento de reflexão sobre o que estamos fazendo e onde precisamos chegar. A nossa política de gênero é nova no Brasil. Ainda temos muitos  desafios pela frente. E o que nós queremos com isso é construir uma cidade melhor de se viver, onde as mulheres vivam bem e com confiança. Estamos na busca pela construção de um mundo cada vez melhor”, afirmou Silvia Cordeiro, Secretária Municipal da Mulher do Recife.

A temática central foi discutida, em grupos, a partir dos seguintes eixos: Contribuição dos Conselhos dos Direitos da Mulher e dos movimentos feministas para a efetivação da igualdade de direitos e oportunidades em sua diversidade e especificidades: avanços e desafios; Estruturas institucionais e políticas públicas desenvolvidas para as mulheres no âmbito municipal, estadual e federal: avanços e desafios; e Sistema político com participação das mulheres e igualdade: recomendações. Em seguida, foi escolhido um articulador de cada grupo de discussão, a fim de apresentar as propostas para aprovação na plenária

Após a discussão, que teve como perspectiva o fortalecimento da autonomia econômica, cultural e política das mulheres, e o exercício da cidadania feminina em Garanhuns, foi realizada a plenária final para referendar as deliberações aprovadas em cada um dos eixos e a votação nas propostas, momento seguido pela eleição dos delegados.

Para a secretária da Mulher de Garanhuns, Eliane Vilar, discussões pertinentes foram levantadas durante o evento. “As políticas públicas estão sendo discutidas em conferências no Brasil todo. Esse momento de discussões tão relevantes foi muito importante, pois daqui nós vamos levar algumas propostas para a conferência estadual  e, posteriormente, para a nacional. Então foi um momento muito válido, pois essas discussões vão fomentar novas políticas públicas, fortalecer as que nós já temos, e dessa grande discussão, nós vamos tirar a nossa pauta de trabalho, para que Garanhuns possa avançar exatamente nesse enfrentamento à violência contra a mulher, dentre outras melhorias”, afirmou a titular da pasta.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger