CLIQUE NO BANNER E CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO NATAL DE GARANHUNS

Mande seu currículo

Mande seu currículo
SELEÇÃO EM GARANHUNS E REGIÃO. MANDE SEU CURRÍCULO

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Três casos de violência contra a mulher foram registrados em Garanhuns nesta segunda-feira, 14/08



A Central de Informações do 9º BPM registou, somente nesta segunda, 14 de agosto, três chamadas para ocorrência policial envolvendo violência contra a mulher.

O primeiro caso ocorreu na manhã de ontem na Rua José dourado,Cohab II- Garanhuns-PE, quando uma cuidadora de 24 anos relatou que o marido estava destruindo os móveis da residência do casal. Portas e armários teriam sido queimados e a geladeira foi danificada. Ainda de acordo com a vítima, seu esposo a ameaçou e a agrediu por diversas vezes, mas o que mais impressionou os policiais foi a revelação da jovem de que foi obrigada a ter relações sexuais com o imputado, inclusive na frente de seu filho menor. A PM prendeu o suspeito, um pintor de 24 anos, e o conduziu para a delegacia. Lá ele foi interrogado, autuado e encaminhado para a audiência de custódia. 

 Já por volta das 10 horas, a PM atendeu a uma outra ocorrência de violência doméstica  na Travessa do Livramento, na Boa Vista. A vítima foi uma doméstica que era mantida trancada em sua residência pelo próprio marido. Ela relatou que sofre constantes ameaças e que é rotineiro o acusado deixá-la trancada. O imputado, um ajudante de 61 anos, não estava no local, mas foi localizado e conduzido a Delegacia da Mulher para serem tomadas as medidas cabíveis, mas vítima desistiu de prestar queixa. 

 Também na manhã de ontem uma viatura da PM foi acionada para comparecer ao Fórum de Garanhuns para mais uma ocorrência de violência doméstica. Chegando ao local a vítima informou que estava em frente do Fórum Ministro Eraldo Gueiros, na Avenida Rui Barbosa, quando o imputado em tela foi ao seu encontro e lhe perguntou para onde estava indo. A vítima respondeu que a mesma iria para o Fórum, momento em que o imputado ameaçou dizendo “ se acontecer alguma coisa com as crianças, eu vou voltar para a cadeia”. A vítima tem medida protetiva em desfavor do acusado a qual foi quebrada com a aproximação. Diante dos fatos, os envolvidos foram conduzidas a Delegacia da Mulher. A mulher tem 24 anos e mora na Travessa da Saudade, Heliópolis. Já o acusado é um estivador de 42 anos que reside no loteamento São Carlos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...