CLIQUE NO BANNER E SEJA REDIRECIONADO PARA O SITE DA PREFEITURA

sábado, 22 de julho de 2017

FIG 2017:Trinta mil pessoas acompanham 1ª noite de shows na Praça Mestre Dominguinhos


Apesar de ter sido aberto oficialmente quinta-feira, (20),  o Festival de Inverno de Garanhuns só começa mesmo quando abrem-se as cortinas do Palco Mestre Dominguinhos, na praça de mesmo nome. É lá o principal polo irradiador de energia do evento. E foi sob os olhares atentos de uma multidão de 30 mil pessoas, segundo dados da PM, que Amanda Back, Mundo Livre S/A, Geraldo Azevedo e artistas que participaram de um tributo a Belchior, abriram a 1ª noite de shows do FIG 2017.

A primeira a pisar no palco foi a talentosa garanhuense Amanda Back. Em Carreira solo desde 2015, a artista vem se consolidando como uma das principais expoentes da cena musical garanhuense. Com a responsabilidade de abrir os shows do FIG, Amanda não decepcionou e contagiou o público cantando, inclusive, uma música de Belchior,  "Comentários à Respeito de John".


A 2ª atração da noite foi a banda recifense Mundo Livre S/A, frequentadora assídua do FIG, que trouxe o Manguebeat para o epicentro da Praça Mestre Dominguinhos ao cantar músicas já conhecidas pelo público como “Ela é Indie”, “Meu Esquema” e “Melô das Musas". Surgida em 1984, teve seu nome inspirado nos discursos de discursos do presidente americano Ronald Reagan.

Geraldo Azevedo era uma das atrações mais esperadas da noite e não decepcionou trazendo para a Praça Mestre Dominguinhos sucessos que marcaram gerações. O pernambucano cantou clássicos como Táxi Lunar, Dona da Minha Cabeça, entre outros. Aos 72 anos, o petrolinense esbanjou vitalidade e fez um show impecável. "Adoro Geraldo Azevedo e vim à abertura só pra vê-lo, Ele hoje é o dono da minha cabeça," brincou, uma moradora da Vila Lacerdópolis, se referindo a um grande sucesso do artista.

A 1ª noite de show no palco principal do FIG foi encerrada em grande estilo e de forma nostálgica com um tributo ao homenageado Belchior. Participaram do momento, o cantor pernambucano Lira, que iniciou os trabalhos com Divina Comédia, Ângela Ro Ro, Tulipa Ruiz, Cida Moreira, Isaar, Fernando Catatau, Renata Arruda, Juvenil Silva, Gabi da Pele Preta e Ednardo que foi parceiro de composições com Belchior.  Ainda rolou clássicos como Hora do Almoço”, Coração Selvagem”, Paralelas”, Medo de Avião e outras. "Foi muito bom. O festival é maravilhoso, uma festa única e diferenciada", disse um jornalista que cobria o evento. Entre o show de Geraldo Azevedo e o tributo a Belchior, o público ensaiou  um coro Fora Temer que ecoou de forma estridente pela praça afora. Na edição do ano passado o presidente também já havia sido alvo de protestos entre os intervalos das apresentações. Nada que estragasse o espetáculo. HOJE TEM MAIS. 

Sábado de programação

Palco Mestre Dominguinhos
20h – Rogério e os Cabras
21h – Maciel Salu
22h - Cantos Rurais: Adiel Luna (PE) e Mestre Bule-Bule (BA)
23h – Alice Caymmi (RJ)
0h30 – Baby do Brasil (RJ)


Fotos: FH Stúdios





Informe publicitário

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...