quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Centenário da Hecatombe de Garanhuns terá programação especial no fim de semana


Por EDMÉA UBIRAJARA Secom/PMG

Até o próximo dia 15 de janeiro uma das maiores tragédias da história de Garanhuns está sendo relembrada. A programação oficial do Centenário da Hecatombe reúne exposição, palestras, culto de ação de graça, missa, sessão solene na Câmara de Vereadores, caminhada e fixação de uma placa alusiva à data no prédio da Compesa, na Praça Irmãos Miranda, local onde ocorreu o fato histórico. Toda a articulação para que a data se mantenha viva na memória local está sendo realizada pelo Instituto Histórico e Geográfico e Cultural de Garanhuns (IHGCG).

O episódio de Hecatombe ficou marcado por ser uma série de assassinatos de comerciantes e políticos. O resultado da eleição de sete de janeiro de 1917 teria motivado os assassinatos. Sales Vilanova, opositor político, matou o então prefeito eleito, Júlio Brasileiro, que não chegou a tomar posse, pois seria assassinado no dia 14 de janeiro, em Recife, capital do Estado. As outras pessoas foram assassinadas dentro da cadeia pública, onde estavam sob guarda. Os documentos mostram que mais de 15 pessoas foram mortas no período.


PUBLICIDADE


Esses fatos foram revisitados e catalogados por uma Comissão que organizou toda a programação do Centenário. Às 19h30 desta terça (10), na sede do Instituto foram apresentados pelo Vereador Audálio Ramos Machado Filho os trabalhos da Comissão da Hecatombe.  No mesmo local e horário, na quarta-feira (11), o professor e escritor Antônio Vilela ministrará a palestra “O Cangaço no Agreste Meridional”. No dia seguinte (12) o professor e escritor José Cláudio Gonçalves de Lima abordará o tema “Hecatombe de Garanhuns – Interpretação Baseada na Política Salvacionista”, na sede da Academia de Letras de Garanhuns, às 19h30. A programação continua na sexta-feira (13) com uma Sessão Solene na Câmara de Vereadores, solicitada pelo 9º BPM para homenagear o Cabo Cobrinha e os soldados mortos na Hecatombe. Na mesma ocasião, será proferida pelo escritor Geraldo Ferraz a palestra “O jovem Tenente Theophanes Ferraz Torres e suas enérgicas providências na Hecatombe de Garanhuns”.


O domingo, data exata na qual há 100 anos acontecia a tragédia, terá Caminhada da Paz “Caminhantes do Parque”, com saída às 7h do Parque Euclides Dourado e fixação de placa na Loja de Atendimento da Compesa (antiga cadeia), às 9h. Para às 10h, está programado um culto na Igreja Presbiteriana Central e às 19h30 uma missa na Catedral de Santo Antônio. Até o dia 31 de janeiro tem continuidade a exposição do Memorial da Hecatombe de Garanhuns, sempre das 08h às 17h, na sede do IHGCG.

Serviço
Instituto Histórico, Geográfico e Cultural de Garanhuns
Praça Dom Moura, 44, Centro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger