domingo, 24 de julho de 2016

NOS BRAÇOS DA PAZ: Há três anos, em pleno FIG, morria Dominguinhos


Há três anos morria, em pleno Festival de Inverno, evento multicultural em que tantas veze foi protagonista, cantando ou sendo homenageado, José Domingos de Moraes, o genial Dominguinhos. Era uma fria terça-feira, 23 de julho. Dominguinhos, que venceu tantas batalhas, sucumbiu vitimado por  um câncer no pulmão e partiu para os braços da paz aos 72 anos. Entretanto, o músico só iria descansar em paz, dias depois sua morte após seu corpo ser trasladado de um cemitério em Paulista, onde fora inicialmente sepultado, para sua Garanhuns. Foi feita sua vontade. 

De acordo com publicação da Folha de Pernambuco, para relembrar a memória do garanhuense diversos músicos se apresentaram das 14h às 19h deste sábado (23), no Espaço Cultural Dominguinhos, sob o comando de Ivan Ferraz. Subiram ao palco para homenagear o artista sua filha Liv Moraes, Luizinho de Serra, Valda do Forró, André Lins, Paulinho do Acordeon, Bruno Flor de Lótus, Damião Mota entre outros. 

Ainda segundo a Folha, na última sexta-feira (22), amigos e parentes realizaram na Capela de Nossa Senhora da Conceição das Barreiras, no Parque da Jaqueira, uma missa para celebrar sua vida e obra. Presidida pelo padre Josenildo Tavares a celebração contou ainda com participação de diversos artistas.

Considerado o sucessor artístico de Luiz Gonzaga, José Domingos de Morais (Dominguinhos), foi Instrumentista, cantor e compositor. Ao longo da sua carreira fez parcerias com músicos como Gilberto Gil, Chico Buarque, Anastácia e Djavan. Conquistando também diversos prêmios.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger