sexta-feira, 8 de julho de 2016

Gonzaga de Garanhuns concorre ao registro de Patrimônio Vivo de Pernambuco

Mestre garanhuense defendeu sua tese nessa quinta-feira (07) na Casa dos Conselhos, em Recife



O mestre de reisado garanhuense Luiz Gonzaga de Lima, de 72 anos, popularmente conhecido como Gonzaga de Garanhuns, defendeu, nessa quinta-feira (07), na Casa dos Conselhos, no bairro da Boa Vista, em Recife, sua tese para ter o registro oficial de Patrimônio Vivo do Estado. Caso o projeto enviado pela Secretaria de Cultura de Garanhuns seja aprovado, Gonzaga será o primeiro mestre de cultura popular do Agreste Meridional a conquistar o título.

Durante 10 minutos, Gonzaga fez uma breve apresentação de reisado e defendeu detalhes da história da manifestação, e seu envolvimento, para os membros do Conselho Estadual de Cultura. Na ocasião, foram introduzidas brevemente sua biografia e dedicação ao reisado, que promove a difusão da cultura popular há mais de 60 anos em todo Agreste.

A Lei de Patrimônio Vivo busca valorizar e reconhecer ainda em vida o trabalho dos grandes artistas, mestres, e grupos culturais do estado de Pernambuco. Ao todo, mais de 55 propostas serão analisadas pela Secretaria de Cultura do Estado, entre elas está proposta do ilustre garanhuense.

Produção de documentário - O grupo de artes integradas de Garanhuns, Coletivo Tear, conseguiu uma aprovação, por meio de edital do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura), para a produção de um curta-metragem de caráter documental sobre Gonzaga de Garanhuns. O edital contou com 431 inscritos, dos quais 101 foram aprovados.

Da assessoria de imprensa do Município

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger