terça-feira, 31 de maio de 2016

ATO TAMBÉM OCORREU EM GARANHUNS: Servidores do INSS em Pernambuco protestam contra extinção do Ministério da Previdência Social


Vários servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em Pernambuco protestaram, na manhã desta terça-feira, contra possíveis mudanças na Previdência Social. Os atos, organizados pelo Sindicato dos Trabalhadores Públicos Federais em Saúde e Previdência Social no Estado de Pernambuco (Sindsprev-PE), foram articulados e realizados a partir das 10h simultaneamente no Recife, Caruaru, Garanhuns e Petrolina.

Nos protestos, os servidores foram às ruas para dizer "Não" à exclusão do Ministério da Previdência Social e ao desejo de privatizar a previdência apontado pelo presidente em exercício Michel Temer. No Recife, munidos de faixas e cartazes, os trabalhadores entregaram uma carta aberta à população esclarecendo como as mudanças ministeriais são prejudiciais para os servidores e também para os usuários do sistema.

O protesto aconteceu em frente à Superintendência Regional do INSS, na Avenida Dantas Barreto, no bairro de Santo Antônio. A manifestação da capital reuniu funcionários das agências da Encruzilhada, Pina, Corredor do Bispo, Afogados, Junta de Recursos e São Lourenço da Mata.

"Precisamos estar todos unidos nesta luta. Somente trabalhando juntos poderemos salvar a previdência. Durante o ato também desceram os servidores da superintendência. É preciso ter em mente que essas mudanças mexem com todos nós. É hora de união e não de divisão", convocou o dirigente do Sindsprev-PE, Luiz Eustáquio.

Assistentes sociais do INSS também participaram da mobilização. "A defesa da previdência é de todos os cidadãos pela garantia da aposentadoria digna e contra a extinção do ministério. O déficit da previdência é uma grande mentira. Uma matemática mal feita porque só leva em conta o que é arrecadado com a contribuição do empregador e não considera o que é arrecadado com nossos impostos e atribuição do fundo da seguridade social", lembrou a assistente social Tereza Vital.

O sindicalista Expedito Saloney, da Central Única dos Trabalhadores (CUT), que participou do ato no Recife, lembrou que o processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff ainda pode ser revertido no Senado. “A extinção do Ministério da Previdência é uma afronta à organização dos trabalhadores brasileiros. A CUT está solidária à manifestação dos servidores. Casos de corrupção já começaram a ser desvendados agora no governo Temer, como o ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Fabiano Silveiro, que entregou o cargo ontem (30). Essa luta é realmente de todos nós”, explicou Saloney.

Interior
Em Caruaru, a mobilização aconteceu em frente à Gerência Executiva do INSS, na Avenida Rui Barbosa, nº 250, Maurício de Nassau. Os dirigentes Márcio Ranieri de Carvalho e José Carlos Tavares participaram do ato e convocaram os trabalhadores a participar da luta.

No Sertão do São Francisco, em Petrolina, o ato ocorreu na frente da APS de Petrolina, na Rua Tobias Barreto, no Centro - Setor Hospitalar. As dirigentes do Sindsprev-PE Leozina Barbosa de Andrade e Jane Thoma estiveram na APS para encabeçar a luta.

Já em Garanhuns, o ato aconteceu em frente à Gerência Executiva do INSS, na Praça Dom Moura, no bairro de Santo Antônio. O dirigente Leonardo Azevedo convocou os servidores da cidade a participarem do ato contra a Reforma da Previdência e Reforma Ministerial e explicou para a população as causas do movimento.

Do Diário de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger