segunda-feira, 4 de abril de 2016

Greve de servidores do Detran-PE completa um mês sem negociações


Os servidores do Departamento de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) decidiram permanecer em greve, após assembleia realizada nesta segunda-feira (4). A categoria completou um mês de braços cruzados. Diversos serviços estão prejudicados pela greve, como os exames práticos e teóricos de habilitação, segundo o Detran.

A mobilização teve início no dia 4 de março. O movimento foi considerado ilegal pela Justiça e, no domingo (3), o desembargador Marco Maggi aumentou de R$ 30 para R$ 80 mil a multa por dia durante o movimento paredista. A direção do Detran mantém a decisão de negociar com a categoria quando os servidores voltarem ao trabalho. "Diante da intransigência do governo de se reunir com a gente, decidimos continuar por tempo indeterminado a paralisação", afirnmou o presidente da categoria, Alexandre Bulhões.

Segundo o Sindicato dos Servidores do Detran de Pernambuco (Sindetran-PE), as principais reivindicações são reposição salarial de 33,25%, referente ao acumulado desde 2008 até este ano, e vale-refeição de R$ 250. Atualmente, segundo a entidade sindical, a categoria recebe R$ 154 referentes ao benefício de alimentação, valor inferior ao recebido pelos demais servidores estaduais.

De acordo com o Detran, estão paralisados os serviços na sede do órgão, no Recife, como exames teóricos e práticos de habilitação, vistoria de veículos; e a unidade de veículos e CNHs recolhidas. O serviço de atendimento da Gerência Psicomédica do Detran funciona apenas para as pessoas com deficiência que agendaram previamente e para solicitações de ordem administrativa, a exemplo de demandas de clínicas credenciadas pelo órgão. O atendimento nos shoppings e Ciretrans do interior do estado segue de maneira parcial.

Do G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger