quarta-feira, 2 de março de 2016

Hospital Dom Moura passa a ser referência regional para Microcefalia em Pernambuco


O Hospital Regional Dom Moura, em Garanhuns, passou a atender bebês recém-nascidos dos 21 municípios da Regional de Saúde, para diagnósticos de casos com suspeita com Microcefalia. Desde a semana passada, as consultas estão sendo realizadas, agendadas pela regulação que atende as Secretarias de Saúde. O início do serviço ganhou repercussão estadual com matéria veiculada na TV Asa Branca e Bom Dia Pernambuco, da Rede Globo Nordeste, alcançando todo o estado de Pernambuco.

Antes, os pais e responsáveis pelas crianças precisavam se deslocar até Caruaru ou Recife, o que estava dificultando a assistência, devido a distância. Segundo o gestor do Hospital Regional Dom Moura, Luiz Melo, a Secretaria de Saúde do Estado, comprovou as condições técnicas e pessoal à disposição, inclusive com Neuropediatra, Dr. MIlton Garcia, tornando o HRDM uma referência regional no interior do estado. "Acompanharemos desde o acolhimento psicológico da criança e familiares, até o seu desenvolvimento, pela equipe formada pelo Neuropediatra, Psicóloga, Fonoaudióloga, Fisioterapeuta, Oftalmologista, Terapeutas Ocupacionais, Enfermeiros e Técnicos, entre outros que venham a ser necessários. Alguns dos serviços serão ofertados em parceria com a UPAE Garanhuns" - Afirma o gestor.

Para o atendimento regional, o diretor do hospital participou de reuniões com a gestora Regional de Saúde, Catarina Tenório e da UPAE, Gustavo Amorim, onde foram definidos os passos do atendimento e a participação de cada instituição de saúde.

"As consultas acontecem nos dias de segunda e terça-feiras, especialmente para os casos notificados. Isto facilitará a vida das pessoas neste momento muito difícil, e de superação. Por isto disponibilizamos a equipe, pois logo após o diagnóstico, os profissionais entram em campo para atender as necessidades dos familiares e iniciar um trabalho estimulação na criança" - Afirma Luiz Melo.

CASOS

A Regional de Saúde tem 150 casos notificados, com apenas 3 confirmações. 16 casos já foram descartados, e o restante segue em investigação. Estes números são de pacientes encaminhados para outras unidades de saúde, desde outubro.

No primeiro dia no HRDM foram atendidas oito crianças, seis delas tiveram a microcefalia descartada. Duas seguem em investigação clínica, com a equipe do hospital. Os recém-nascidos vão passar pelos exames necessários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger