sexta-feira, 18 de março de 2016

FALTA TUDO: Sucateamento de delegacias da Polícia Civil em Garanhuns vira alvo de inquérito por parte do Ministério Público


O Ministério Público, através da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania de Garanhuns, abriu um inquérito civil público para apurar irregularidades tais como: insuficiência de efetivo, falta de coletes, falta de capacitação de profissionais, falta de combustível, entre outras mazelas. Os problemas foram identificados em uma visita feita pelos promotores do MPPE durante os meses de outubro e novembro do ano passado.  O desfecho de um inquérito civil pode ser o arquivamento, a expedição de recomendação, ou a abertura de uma ação civil pública que pode culminar na condenação dos responsáveis. 
Extrato da abertura de inquérito pelo MPPE
Divulgação: Diário Oficial

Em 2015, a delegacia regional em Garanhuns ficou vários finais de semana fechada por conta da falta de equipes de plantão. Os flagrantes registrados na Cidade das Flores eram encaminhados para  a delegacia em Caruaru, o que causou diversos transtornos à população.  Em uma dessas ausências de plantão, o corpo de um jovem assassinado próximo à Praça Mestre Dominguinhos passou mais de oito horas na cena do crime a espera de um delegado que pudesse liberar o cadáver para a necropsia no IML. O caso ocorreu em julho de 2015 e revoltou centenas de garanhuenses (RELEMBRE)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger