terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Em entrevista à Folha de São Paulo, presidente da Tenco reafirma compromisso do grupo em inaugurar shopping em Garanhuns no 1º semestre de 2017

Eduardo Gribel

Em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, publicada no último dia 31 de dezembro, o presidente do Grupo Tenco, Eduardo Gribel, revelou que a empresa mineira planeja inaugurar o Garanhuns Garden Shopping no 1º semestre de 2017. Ele repetiu o que havia falado em Garanhuns em julho de 2015 durante o lançamento da pedra fundamental do mega empreendimento. A Tenco, segundo Gribel, pretende investir R$ 540 milhões em 2016 com a construção de quatro shopping centers em três Estados. Ainda segundo a matéria, dos futuros empreendimentos, dois têm data de abertura prevista ainda para 2016: um em Itaquaquecetuba (a 36 km da capital paulista) e outro em Guarapuava, no interior do Paraná. 

Os outros dois seriam inaugurados em 2017, sendo um em Bragança Paulista, distante 85 km de São Paulo, e o outro em Garanhuns.  O  problema quanto ao daqui é que o prazo para inauguração, 14 maio de 2017, para ser mais exato, foi planejado levando-se em consideração que as obras seriam efetivamente iniciadas em setembro de 2015, após o inverno, entretanto, a construção propriamente dita, quatro meses depois da data prevista, sequer começou. 

Outro ponto controverso na entrevista de Gribel foi quanto ao universo de cidades onde a Tenco estrategicamente investe. "A estratégia de investimento é implantar novos centros de compras em cidades com mais de 180 mil habitantes e, de preferência, que o nosso seja o primeiro shopping daquele município, disse o presidente à Folha. Com 136 mil habitantes, e de acordo com o que pensa Gribel, Garanhuns estaria fora dos planos da Tenco, mas, mesmo assim, a empresa resolveu investir aqui. É bem provável que o grupo esteja de olho no mercado consumidor de quase setecentos mil habitantes composto por mais de 20 cidades que gravitam em torno de Garanhuns, por isso tenha aberto essa exceção quebrando uma regra que ela própria estabeleceu. Mas contar com o ovo no fiofó da galinha, em um segmento onde os investimentos são altíssimos, é arriscado e pelo visto a empresa mineira está disposta a pagar para ver. "Essa opção por cidades menores facilita a comercialização das lojas, pois os varejistas que reduziram inaugurações em 2015 optaram por abrir unidades em locais onde ainda não estavam presentes", disse o número 1 da Tenco. 

O freio no consumo também leva mais tempo para ser sentido pelo setor. De acordo com a reportagem da Folha, a constatação é da Abrasce, (Associação Brasileira de Shopping Centers).  "As obras são de longo prazo e o que é inaugurado hoje foi pensado em 2010. A crise impactará os projetos de 2018″, diz Glauco Humai, presidente da entidade.

 8 é o número de shoppings da Tenco em funcionamento. R$ 540 milhões é o investimento previsto pela empresa em 2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger