quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Polícia Civil prende perigoso indivíduo responsável por assaltar mais de oito pontos comerciais na Avenida Duque de Caxias, em Garanhuns

Eduardo dos Santos

Em uma ação bem sucedida, comandada pela delegada Maria das Graças, titular da 2ª delegacia em Garanhuns, a Polícia Civil conseguiu prender e tirar de circulação, nesta manhã, um perigoso indivíduo, responsável por vários roubos realizados a estabelecimentos comerciais na Avenida Duque de Caxias.  As investigações que culminaram com a prisão do suspeito deram início logo após os sucessivos roubos realizados em lojas daquela avenida e também em  adjacências no bairro do Indiano.

Segundo a Polícia Civil, mais de oito pontos comerciais foram vítimas dos roubos, alguns deles mais de uma vez. Transeuntes também eram alvos do suspeito, que foi identificado como Eduardo dos Santos de, 24 anos. O acusado subtraia dinheiro e celular das suas vítimas e, na maioria dos casos, ainda ligava para ameaçar aqueles que havia assaltado.  Ainda de acordo com a polícia, ele realizava as ações criminosas sozinho utilizando uma motocicleta verde e arma de fogo para intimidação das pessoas. 

Eduardo foi preso em cumprimento ao mandado de prisão expedido pela 1ª Vara Criminal de Garanhuns em sua residência na Rua Santa Rita de Cassia, nº ,52 no bairro da Massaranduba. Durante o cumprimento do mandado de busca e apreensão domiciliar foram encontrados vários celulares, uma touca ninja e várias roupas e capacetes utilizados nas ações, além da motocicleta verde. 

As vítimas estão sendo levadas à delegacia para fazer o reconhecimento de pessoa. O suspeito será recolhido ao sistema prisional, ficando a disposição da justiça. Com a prisão dele os inquéritos policiais serão finalizados e enviados ao ministério público. O crime de roubo está previsto no artigo 157 do código penal brasileiro e consiste em subtrair coisa móvel alheia, para si ou para outrem, mediante grave ameaça ou violência a pessoa, ou depois de havê-la, por qualquer meio, reduzido à impossibilidade de resistência com pena de reclusão, de quatro a dez anos, e multa.

Material apreendido na casa do suspeito

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger