segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Água continua escassa nas torneiras de Garanhuns e Compesa divulga calendário de abastecimento para o município


"Aqui em casa não chegou. Se chegou, de tão fraca, não subiu para as caixas e foi de madrugada enquanto dormíamos de banho de cuia desajeitadamente tomados, não graças a Compesa, mas a um balde de água que comprei. Na pia de pratos, a quantidade de louça por lavar é tão grande que ladeia com a torneira, sem uma gota d´água. Evitamos ao máximo utilizar o sanitário, até arriscando ficar com a bexiga cheia pelo maior tempo possível, pois a água para dar a descarga é escassa, e só tem porque compramos, mas o banheiro está sujo e o mal cheiro toma conta". 

Com esse relato, enviado ao blog neste domingo (13/12), um morador da Vila do Quartel, há oito dias sem água, sintetiza, o que deve está sendo a rotina de milhares de garanhuenses que dependem do líquido para executar suas necessidades básicas. A chegada da conta, "religiosamente em dia", é o único lampejo de competência da Compesa que, utilizando uma desculpa ridícula de uma bomba quebrada, parece brincar com a cara do consumidor que paga uma tarifa cara sem que a água chegue à sua torneira. Alguns bairros sofrem há pelo menos 10 dias com o desabastecimento e muitas famílias já estão comprando água em carro-pipa, onerando seus orçamentos já tão comprometidos. 

 Já deu. Basta. Chegou a hora de as autoridades, em especial o Ministério Público, investigar a palhaçada em que se tornou o abastecimento em Garanhuns e exigir que o serviço seja prestado regularmente sob pena de  que não paguemos a conta  até que o problema seja finalmente resolvido. Já dizia meu pai, que a maior punição é a do bolso.  O poder público municipal, através da prefeitura e Câmara de Vereadores, também deve agir indo até o governador Paulo Câmara e exigir que essa maldita bomba e outras defeituosas sejam trocadas. Junto com elas, que se troque também toda administração incompetente da companhia. 

Calendário de abastecimento da Compesa em Garanhuns
Divulgação: Blog do Jackson Fitipaldi

2 comentários:

  1. Basta chover para faltar água nas torneiras. Se a Compesa fosse a Celpe, cortaria a luz de todos mundo toda vez que fizesse sol.

    ResponderExcluir
  2. Vamos exigir nota da água comprada nos caminhões pipa e anexá-la à conta da Compesa para que essa nos faça o ressarcimento.

    ResponderExcluir

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger