quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Homem morde orelha da companheira e arranca pedaço após chegar em casa embriagado em bairro de Garanhuns



No Parque Fênix, um caso de violência doméstica deixou indignado os moradores daquela comunidade. Josinaldo da Silva, um tratorista de 40 anos que reside na Rua Antônio Galindo, nº 99, é o companheiro de Cicera Dionísio da Silva, 42 anos. Mas ontem, por volta das 23h,  ao chegar em casa com a cara cheia de cachaça, ele protagonizou uma das ocorrências mais estranhas e revoltantes dos últimos tempos na cena policial da cidade.  

Cícera dormia quando foi sacudida da cama a socos pelo companheiro embriagado, mas nem ela poderia prever o que viria em seguida.  Em um ato de pura selvageria, Josinaldo mordeu a orelha direita da mulher, arrancado praticamente a metade. Ferida e sangrando, a vítima foi encaminhada ao hospital onde foi atendida e medicada.

O agressor do Parque Fênix foi levado até a 18ª Desec e em seguida recolhido à cadeia pública local mas, como nossa legislação penal é por deveras benevolente com quem espanca mulher, apesar dos avanços da Lei Maria da Penha,  logo ele deve ser liberado e vai voltar a transgredir. Quanto a Cícera, por mais que a dor física de ter parte da orelha arrancada tenha sido dilacerante, esta não deve ser maior que a dor dentro do seu coração, ao constatar da pior maneira que, aquele que deveria protegê-la, se transformou no seu principal algoz. O INIMIGO DORME AO LADO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger