sábado, 25 de julho de 2015

Garanhuns vira capital cultural de Pernambuco no penúltimo dia do FIG 2015


Garanhuns chegou ao penúltimo dia de Festival de Inverno acolhendo e agregando no meio de seu povo todas as linguagens e tendências artísticas e culturais de Pernambuco. Nesta sexta, (24/07), a cidade se tornou um caldo cultural e, desde cedo, para onde se ia, era possível observar uma manifestação artística diferente. Como por exemplo no Palco da Cultura Popular, montado no Largo do Colunata, por onde passaram ontem o Grupo Cafuringa e seu teatro de rua, o reisado EREM Virgem do Socorro, a Mazurca da Quixaba,  o Afoxé Oyá Tokolé Owô, o Maracatu de Baque Solto Leão da Fortaleza, o Coco Raízes de Arcoverde, entre outros. 
FIG 2015:Mazurca da Quixaba animou palco Cultura Popular nesta sexta (24/07)
Foto - V&C
PALCO CULTURA POPULAR
A Marzuca da Quixaba colocou todo mundo para pisar, ao som de uma musicalidade eclética que misturou coco com canto de candomblé. O grupo tem 15 anos de existência e é formado por moradores da comunidade do Bode, no Recife. O Coco Raízes de Arcoverde dispensa apresentações e entrou no palco no finalzinho da tarde. Destaque especial para a sonoridade extraída das fortes e rápidas batidas dos pés no chão com tamancos de madeira. Garanhuns pisou, pisou com o Coco Raízes de Arcoverde que já soma 23 anos de carreira e já se apresentou na Bélgica, Itália e França.
Afoxé Oyá Tokolé Owô
Foto - V&C
GALERIA GALPÃO E IHGG
Não muito longe do Palco da Cultura Popular, na Avenida Dantas Barreto, a Galeria Galpão exibiu  pela penúltimo vez, das 16 às 21 horas, as mais diferentes expressões das artes visuais de Pernambuco e do Brasil, contando, inclusive com exposições de artistas de Garanhuns. Vizinho à Galeria Galpão, o Instituto Histórico e Geográfico teve uma produtiva sexta-feira com a bem sucedida exposição da mobília antiga do Palácio Celso Galvão, exposições de telas e, por fim, o local sediou uma palestra sobre a Art déco tipo de construção de origem europeia que molda as paredes da atual sede da Prefeitura de Garanhuns. Também às 16 horas, a Praça da Palavra recebeu Rosane Malta para o lançamento de seu livro Tudo que Vi e Vivi que trata do conturbado período em que o ex-presidente Fernando Collor governou o país. (1990 a 1992).  O Castainho foi outro polo onde a cultura floresceu nesta sexta com a apresentação do balé Afro Raízes,
Coco Raízes de Arcoverde
Foto: V&C
PALCO POP TEVE MILENA, TIÊ E SILVÉRIO
Às 18 horas, no Palco Pop do Parque Euclides Dourado, Milena Raimer fez um belo show e realizou um sonho pessoal de tocar em um FIG. As apresentações desta sexta continuaram por lá com Coutto Orchestra, Silvério Pessoa e Tiê. Ja já o forró vai tomar conta e a atração mais esperada é Joquinha Gonzaga, sobrinho de Luiz Gonzaga, que lhe influenciou bastante no ofício de tocador.
Milena Raimer fez um belo show no Palco Pop
Foto - V&C
 FREI MOLAMBO LOTA TEATRO LUIZ SOUTO DOURADO
Pouco depois das 19 horas, as cortinas do Teatro Luiz Souto Dourado se abriam para a encenação do monólogo Frei Molambo com o ator pernambucano e garanhuense Marcelo Francisco. O ambiente ficou lotado e a plateia ovacionou o jovem artista. Enquanto Marcelo atuava no Centro Cultural, o Palco Instrumental reunia um bom público com as apresentações da Estação Brasil, Mário Moita, Luciano Magnom e Maestro Duda e Quinteto de Metais.

Luciano Magnon no Palco Instrumental
Foto - V&C


 Garanhuense Marcelo Francisco foi ovacionado por
 cerca de 500 pessoas com seu monólogo Frei Molambo
Foto - arquivo pessoal
PALCO INSTRUMENTAL E SEUS MÚSICOS MARAVILHOSOS
Maestro Duda se apresentou por volta das 21 horas e animou a plateia com muitas valsas e choros de sua autoria, dosados com um fino humor recifense. "Criei  um *suíte chamado Suíte das Mulheres lá de Casa em homenagem a patroa, netas e filhas, mas quando fui me apresentar nos Estados Unidos, como não tinha tradução para isso, batizaram de suíte Recife", disse Duda, arrancando gargalhadas dos presentes. A sonoridade do Maestro Duda e seu Quinteto de Metais nem havia silenciado quando os trabalhos na Praça Mestre Dominguinhos começaram. É a 9ª noite de shows e, enquanto encerramos esse breve relato, se apresentam por lá em tempo real Belo Xis e Wellington do Pandeiro. Ainda passarão pelo Palco Mestre Dominguinhos, Mariene de Castro e Bendito Samba. Antes, já tinham se apresentado Afoxé Omô Nilê Ogunjá e Adiel Luna. No penúltimo dia do FIG 2015, a palavra de ordem em Garanhuns é diversidade, ou para muitos, diversaudade.

Maestro Duda  e seu Quinteto de Metais 
Atividades culturais no Polo Castainho nesta sexta 24/07


*Suíte é como se chama o conjunto de movimentos instrumentais dispostos com algum elemento de unidade para serem tocados sem interrupções.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger