quarta-feira, 1 de julho de 2015

Delegacia Regional de Garanhuns fecha as portas pela 1ª vez na sua história e plantão é transferido para Caruaru

Delegacia Regional em Garanhuns

A Delegacia Regional de Garanhuns, que atende cerca de 20 cidades do Agreste Meridional, fechou as portas na noite desta terça-feira (01 de julho).  As ocorrências policiais que por ventura ocorram durante o plantão deverão ser encaminhadas para Caruaru. É a primeira vez que a 18ª DESEC fecha as portas. O motivo ainda não está totalmente claro mas, a julgar pela nota do Sinpol, tem a ver com negativa de Policiais Civis e Delegados de trabalharem sob o regime do  PJES (programa de jornada extra de segurança/ hora extra), estabelecido pelo Governo do Estado dentro das ações do Pacto Pela Vida. 


O Sinpol alega que  o PJES – O Programa de Jornada Extra da Segurança supre a necessidade de garantir mais policiamento sem aumentar o efetivo da polícia através de concurso público. Na Polícia Civil, a Central de Plantões, as forças tarefa e delegacias especializadas só funcionam porque os policiais civis utilizam suas horas de descanso para cumprir jornadas extras e isso traz prejuízo ao andamento da atividade policial e a saúde do servidor.  Um policial pode trabalhar até oito “cotas de PJES” por mês. Como uma cota significa 12 horas de trabalho seguidas, os policiais chegam a acrescentar 96 horas por mês à sua jornada para garantir pouco mais de R$ 1.400 ao seu salário.

Nesta quinta (02/07), os policiais civis fazem protesto contra o PJES, no Recife, em frente à Secretaria de Planejamento (Seplag). O ato inicia-se às 8h00min, e posteriormente segue em passeata até o Palácio do Campo das Princesas, onde toda a categoria entregará formulários se negando a trabalhar no Programa de Jornada Extra da Segurança (PJES).



NOTA DO SINPOL ( SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE PERNAMBUCO) SOBRE O FECHAMENTO DA REGIONAL EM GARANHUNS 

"UM BREVE RETRATO DA REALIDADE – na noite de hoje, pela primeira vez na história da cidade, Garanhuns não tem uma Delegacia de Polícia aberta para atender à população. Com o abandono em massa do PJES(programa de jornada extra de segurança/ hora extra) a Delegacia que atende às 20 cidades da região está de portas fechadas. O atendimento de todas as ocorrências da região será feito em Caruaru.

Esse é o resultado inacreditável do descaso do governo do Estado e a realidade em que se encontra a Polícia Civil de Pernambuco.

Todo o marketing posto abaixo em um só dia! 95% dos Policiais abandonaram o programa pelo fato do Governo não pagar os valores devidos, estabelecidos na Constituição Cidadã de 1988. Não há as mínimas condições para o funcionamento da maioria absoluta das delegacias do Estado.

O atendimento policial baseado na exploração dos trabalhadores policiais civis foi encerrado. Inicia-se uma nova fase de conquistas e valorização. Não seremos esquecidos."


Fonte - Agreste Violento, com acréscimo de informações do V&C Garanhuns

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger