quarta-feira, 22 de julho de 2015

Cantora Joanna visita escola de Garanhuns e bate papo com alunos e professores


Na tarde dessa terça-feira (21), a cantora Joanna visitou a Escola São José, em Garanhuns, como parte de uma ação inédita do Governo do Estado durante o FIG. Assim como a também cantora Fafá de Belém, Joanna foi convidada a falar um pouco sobre sua trajetória musical, cultura e educação para alunos, pais e professores da instituição, que a receberam cantando em coro uma de suas canções mais conhecidas, “Tô fazendo falta”. A música foi interpretada e tocada por participantes do projeto Escola Aberta, que oferece aos alunos da São José, entre outras oficinas, aulas de canto e de instrumentos musicais. O monitor da turma de canto, Fagno Paes, ficou emocionado ao cantar um trecho da canção com a artista que, simpática, conquistou o público nos primeiros minutos. “Só a presença dela já é motivadora, mas esse foi um momento inesquecível, muito emocionante“, disse.


Durante o bate-papo, Joanna elogiou a cultura popular pernambucana e os diversos eventos que celebram essa diversidade, a exemplo do próprio FIG e do carnaval. “Poucos lugares têm esse grau de regionalismo, dão essa dimensão à sua cultura. Por isso, é um prazer estar aqui, além de momentos como esses serem extremamente valiosos para nós, artistas, já que não temos esse tipo de contato pessoal no dia a dia. É uma oportunidade única para mim, também“, ressaltou a carioca. Além de responder perguntas dos admiradores presentes sobre suas canções, inspirações, primeiros passos profissionais e novos projetos (como um CD autoral e um DVD, que devem ser lançados até ano que vem), Joanna também relembrou sua infância, experiências escolares na rede pública de ensino e elogiou a iniciativa de levar algumas das atrações musicais do festival para debater com a população. ”Lá em casa podia faltar qualquer coisa, mas não podia faltar caderno. Sem educação não se caminha, essa é a coisa mais importante que alguém pode ter. Essas visitas são um modo de integrar e propagar a cultura e, como disse Milton Nascimento, o artista deve ir onde o povo está“, completou.

Para o diretor da escola, Agostinho Jessé, essa também é uma oportunidade de ressaltar a importância do ensino da música nas escolas, aprovado por lei, mas ainda desprezado ou inexistente em muitas instituições. “Essa aproximação ajuda a sensibilizar a sociedade sobre a necessidade do ensino da música e instiga os alunos e a comunidade a explorarem seus talentos. Também faz com que haja mais vontade de integrar novas oficinas e projetos à nossa escola“, pontuou. Ainda durante o bate-papo, a presidente da Fundarpe, Márcia Souto, relembrou que é objetivo do Governo do Estado fortalecer a cultura nas escolas também em eventos multiculturais como o FIG. “É prioridade do governador Paulo Câmara e da Fundarpe despertar nos jovens outros interesses no âmbito da educação“, frisou.

Na tarde dessa quarta-feira (22), foi a vez do grupo Quinteto Violado visitar a Escola de Referência em Ensino Médio de Garanhuns para discutir temáticas acerca da convergência entre cultura e educação. Já na sexta-feira (24), os músicos Silvério Pessoa e Tiê também deverão visitar escolas estaduais e provocar alunos, funcionários e a comunidade em geral a refletir sobre música, ensino e cultura popular.

Com informações da Fundarpe

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger