quarta-feira, 3 de junho de 2015

Prefeitura de Garanhuns encaminha Projeto de Lei doando quadra do Colégio Municipal para a AESGA;vereador se posiciona contra

Quadra do municipal
Texto enviado pela assessoria de imprensa do vereador Sivaldo Albino

O Prefeito de Garanhuns Izaias Regis encaminhou Projeto de Lei nº 25/2015 solicitando autorização a Câmara Municipal de Garanhuns para doar à AESGA o terreno que resta do antigo Colégio Padre Agobar da Mota Valença (Conhecido como colégio do Municipal) inclusive a área onde é localizada a Quadra do Municipal, palco tradicional de grandes atividades esportivas e eventos voltado aos desportistas de Garanhuns.

A Quadra do Municipal começou a ser reformada na gestão anterior e até o momento não foi concluída pela atual gestão, apesar de o Prefeito ter ido as emissoras de Rádios e anunciar a sua reforma, ficando nas promessas!

Com essa doação, os desportistas de Garanhuns perdem mais um espaço de laser e entretenimento, haja vista que vários campos de futebol nos bairros já foram desativados. Nossa Cidade é carente de espaços para a pratica de esportes e a atual gestão demonstra ter nenhum interesse com os Esportes de nosso Município.

Irei amanhã no Plenário da Câmara Municipal de Garanhuns fazer um apelo aos Vereadores para que esta ação não seja concretizada, para que a Prefeitura conclua a obra e que os desportistas de nossa Cidade possam voltar a utilizarem aquele espaço.

Infelizmente os Projetos de doação tem chegado a Câmara e colocados logo em votação, sem os Vereadores visitarem a localidade e a legalidade, como também ouvir a população sobre estas doações, apenas colocam logo para votação cumprindo um desejo do Prefeito.

O Projeto foi aprovado nas comissões nesta terça feira e irá a votação já nesta quarta-feira.

ÁREA ONDE IRIA SER CONSTRUÍDO O NOVO COLÉGIO DO MUNICIPAL TAMBÉM FOI DOADA

O Prefeito realizou processo de Licitação nº 114/2013 para Construção do Novo Colégio Municipal e deu a ordem de serviço no dia 20 de dezembro 2013 dando um prazo de 12 meses para que as obras fossem concluídas pela empresa vencedora. O local para construção do Colégio seria a área por trás da quadra do Municipal, vizinho ao SENAC. Ocorre que a obra orçada em R$ 4.529.328,04 nunca saiu do papel, e o terreno foi doado no dia 16 de dezembro de 2013 ao SENAC através da Lei 4087/2014.

Infelizmente as promessas de uma estruturação maior do ensino de nossa Cidade não vão sendo concretizada, a falácia vai se transformando a marca maior desse Governo, concluiu o vereador Sivaldo Albino.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger