domingo, 26 de abril de 2015

Salgueiro elimina Sport, vai à final pela 1ª vez e faz história no Pernambucano


O Salgueiro foi para a capital jogar contra o Sport, neste domingo (26), na Arena Pernambuco, com uma vantagem de dois gols feitos em casa. Mesmo assim, a crença que o Sport reverteria a situação era forte. A falta de acertos nas finalizações, no entanto, prejudicou o Leão e o Salgueiro fez história. No ano em que o Campeonato Pernambucano completa 100 anos, um time do interior disputa a final pela primeira vez.Os torcedores do rubro-negro da Ilha ficaram esperançosos quando Diego Souza abriu o placar, aos 32 minutos do primeiro tempo. Chutando uma falta em curva, Diego deixou o goleiro Luciano sem condições de defesa. No fim do primeiro tempo, Diego foi enfático e disse para o repórter Wellington Araújo: "a gente vai fazer mais um".


Não foi o que aconteceu. O Sport não marcou e perdeu gols feitos no segundo tempo, como quando Felipe Azevedo chutou para fora na cara do gol ou quando Vitor mirou a bola na rede pelo lado de fora. Para coroar a vitória do Carcará, Valdeir marcou para o Salgueiro aos 42 minutos do segundo tempo.

Após o apito do árbitro marcando o fim da partida, os jogadores do Salgueiro foram para o vestiário em festa. Os rubro-negros aplaudiram o desempenho dos sertanejos na Arena PE. Em entrevista, o técnico China declarou que o segredo foi sempre acreditar. "O Salgueiro é uma equipe onde o orçamento é talvez a metade do salário de um jogador do Sport. É difícil. Nós sabíamos da qualidade do Sport, sabíamos que o Sport ainda era favorito, por isso treinei muito penalidade máxima".

Para Eduardo Baptista o Leão não foi eficiente. "Nós tínhamos que ser mais incisivos e acabamos pecando no ataque, meio, defesa". O técnico ainda afirmou que o time estava em um bom ritmo, mas titubeou nos momentos de decisão. Aos torcedores rubro-negros, sobraram as desculpas de Eduardo Baptista, que ainda disse que eles mereciam assistir o Sport na final.

Com a vitória do Carcará, o Pernambucano terá sua 12ª final inédita . A disputa do Salgueiro com  Santa Cruz, que venceu o Central por 2 a 0 em Caruaru, será a 12ª final diferente em 101 edições da principal competição do futebol local, realizada de foma ininterrupta desde 1915.

 SANTA VENCE CENTRAL SEM TRAUMAS E VAI À FINAL

 A história da classificação do Santa Cruz para a final do Estadual foi escrita sem traumas. Sem nenhum suspense. Depois da ampla vantagem de quatro gols sobre o Central, construída no Arruda, o Tricolor precisou apenas administrar o jogo de volta deste domingo, em Caruaru. Ganhou por 2 a 0. O resultado devolve o time à uma decisão de campeonato, algo que não fez parte da rotina do corais no ano passado. De quebra, o clube confirma o retorno ao Nordestão e à Copa do Brasil, em 2016, e vai ter os cofres mais gordos na próxima temporada. Por enquanto, porém, o foco está apenas no Salgueiro e na conquista do título do PE2015 – um prêmio para um grupo montado na fogo da adversidade, sem grandes ídolos, que se arrastou no início da competição, mas que cresceu no momento que precisava. 

 Com informações da Rádio Jornal e do Superesportes.Com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger