quarta-feira, 1 de abril de 2015

Especulações dos nomes do coronel Campos como vice de Izaías e do médico Antônio Figueira como seu concorrente ao Palácio Celso Galvão quebram a mesmice política de Garanhuns para 2016

Coronel Campos

Com uma administração bem avaliada e já tendo deixado claro, óbvio, que vai disputar a reeleição, o foco atual das discussões para  2016 em Garanhuns sai da figura emblemática de Izaías Régis (PTB) e converge para dois pontos que começam a se desenhar. O primeiro é sobre quem será o vice na chapa do atual prefeito. Com o rompimento entre Izaías e Rosa Quidute (PT), a vaga de vice está em aberto.  Nomes como o dos vereadores Gil PM, Zaqueu e Audálio são corriqueiramente lembrados como possíveis postulantes ao cargo, entretanto, nessa semana, mais um entrou para o rol de especulações quebrando a mesmice política em que Garanhuns estava imersa, levando-se em conta 2016. Trata-se do coronel Campos que início do ano teve uma passagem meteórica pelo comando do 9º BPM de onde saiu  por possíveis pressões políticas que até hoje não foram devidamente desnudadas. 

Longe da caserna, Campos se mexe no cenário político de Bom Conselho e Garanhuns. Lá na Terra do Papacaça, comenta-se que o oficial sairia candidato a prefeito disputando a prefeitura com o jovem Danilo Godoy ( PSDB).  Outra corrente de informes divulgada pelo blog do Argonauta, enfatiza que o destino de Campos seria o Palácio Celso Galvão, mas como vice de Izaías. Se faz sentido não se sabe, mas em recente entrevista à Rádio Jornal, Campos não economizou elogios ao atual prefeito de Garanhuns. "Izaías está fazendo uma ótima administração. A cidade mudou muito nestes dois anos de governo", vaticinou o ex-comandante do 9º BPM na citada entrevista.  


O segundo ponto que começa a gerar polêmica é sobre quem seria o adversário ou adversários de Izaías para 2016. Até anteontem ele corria solto sem oponentes, mas, segundo o blogueiro Roberto Almeida, um outro Antônio, não o João, o Figueira (PSB), pode entrar no páreo como candidato de oposição em Garanhuns. Ele tem raízes em Garanhuns e é o atual secretário da Casa Civil de Pernambuco.  Ainda segundo Almeida, socialistas do município e da capital trabalham com a possibilidade dele transferir seu domicílio eleitoral para o município e enfrentar Izaías Régis (PTB) com apoio do governador Paulo Câmara (PSB) e forças políticas adiadas tendo como possíveis vices Sivaldo Albino, (PPS)  que tem uma boa relação com Paulo Câmara ou Zé da Luz que ensaia seu ressurgimento na cena política do Agreste Meridional.

O principal entrave ao nome de Figueira, caso este esteja mesmo sendo sondado, é o seu forasteirismo. Apesar de ter raízes em Garanhuns, (seu tio, Francisco Figueira, foi um dos prefeitos do município) Antônio, tal como o outro, é forasteiro e Garanhuns já mostrou que tem verdadeira ojeriza a candidatos a prefeito oriundos de outras paragens.

Antônio Figueira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens ofensivas não serão publicadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
RSS Feedrss

 
Powered by Blogger